sexta-feira, outubro 27, 2017

Mestrado Profissional em Saúde da Mulher realiza atividade “Parto na Praça” em Parnaíba

Na tarde do último sábado, dia 21, estava bem agradável e permitiu que o evento “Parto na Praça", organizada pela disciplina de Promoção da Saúde orientada pelo prof. Anderson Mendes, do Mestrado Profissional em Saúde da Mulher, trouxesse muita gente à Praça Mandu Ladino, na cidade de Parnaíba. A atividade apresentada faz parte de um projeto “Parto na praça” idealizado pela enfermeira da obstetrícia do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), Gisele Bezerra, em abril de 2017.

Gisele, que tambem é aluna do mestrado profissional em Saúde da Mulher, apresentou para turma do mestrado o projeto como possibilidade da participação multiprofissional de todos alunos. “O projeto surgiu para aproximar o HEDA da comunidade e melhorar a imagem do serviço público especialmente da obstetrícia. O projeto só existe graças a participação de 30 voluntários entre profissionais e estagiários do HEDA, alunos de outras instituições de Parnaiba e ex alunos, explica a enfermeira e mestranda, Gisele Bezerra.
Inúmeras mulheres grávidas e não gravidas se juntaram aos alunos do mestrado na praça com o objetivo de esclarecer duvidas sobre parto natural e humanizado, além de atividades físicas que as grávidas podem realizar.

“A proposta da atividade na praça convergiu com a ideia de apresentar técnicas inovadoras que possam melhorar a qualidade de vida beneficiando a saúde e o bem-estar do ser humano. Como a temática do mestrado está direcionada a saúde da mulher, os alunos planejaram uma ação social com mulheres para discutir sobre a gravidez e ensinar técnicas que podem favorecer a gestação saudável diminuíndo o risco de intercorrências cirúrgicas e complicações do parto”, explica o professor Anderson Mendes. 
Os mestrando participantes da disciplina de Promoção da Saúde apresentaram a população duas técnicas aliadas ao parto saudável e serem utilizadas para melhoria da qualidade de vida durante a gravidez, e o Rebozo o Belly Dance.

O Rebozo é uma técnica utilizada por doulas, enfermeiras obstetras e obstetrizes durante o pré-natal que permite a realização de massagens e criando momentos de descontração entre profissional e paciente, facilitando o vínculo tão necessário para o relaxamento, entrega e segurança da mulher no momento do parto. O Belly Dance, também conhecida como dança do ventre, que possui grande potencial aeróbico e pode ser utilizado para fortalecimento do assoalho pélvico, que é importante para o momento do parto. A atividade social contou ainda com a participação de voluntários do HEDA. 
Anderson Mendes explica que a disciplina de promoção da saúde visa discutir de forma abrangente as implementações das estratégias de politicas publicas saúde preconizadas pelo ministério da saúde e SUS. “Dentro da disciplina os alunos foram induzidos a pensar e através de uma visão critica, refletir sobre qualidade de vida e saúde. A presença dessa atividade é uma oportunidade ímpar para a população, pois as técnicas apresentadas podem ser consideradas terapias alternativas de baixo custo, podendo ser executadas no SUS”.

Paralelamente ao evento, foi proposta uma atividade de campo para que existisse uma imersão dentro de uma temática da saúde da mulher, como o processo gestacional. “Para os discentes, a imersão da teoria com uma atividade prática foi de fundamental importância para consolidar conhecimentos teóricos aplicados à prática”, finaliza. 
Da redação do Jornal da Parnaíba
Postar um comentário