terça-feira, outubro 31, 2017

Homem é executado a tiros no bairro Floriópolis, em Parnaíba

Homem tem casa invadida e morre baleado durante fuga; a vítima teria sido atingida por três tiros.
José Maria Lima dos Santos foi morto a tiros
O carvoeiro José Maria Lima dos Santos, de 37 anos, teve sua casa invadida por bandidos e foi alvejado com vários tiros por volta das 20h desta segunda-feira (30/10), na Rua Doutor Francisco das Chagas Vieira, antiga projetada 222, no Bairro Floriópolis, em Parnaíba, mais precisamente na localidade conhecida como Morro do Carcará. José Maria estava em casa quando indivíduos armados, chegados em um carro preto, arrebentaram a porta de seu casebre, que é feita de sapé, e iniciariam a execução. Moradores afirmaram ter ouvido cerca de cinco disparos.
José Maria Lima dos Santos foi atingido com três tiros, dois deles nas costas.
Mesmo baleado com o primeiro tiro, o homem saiu correndo enquanto era perseguido sob os disparos e caiu morrendo em seguida. A Polícia Militar (PM) foi até o local e depois o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) constatou a morte. Parentes informaram que José Maria tinha vício de alcoolemia e aos 14 anos já foi ferido a bala. Informou ainda ele morava em um terreno invadido.
José Maria Lima dos Santos teve a porta de seu casebre arrombado. Ele morava em um terreno invadido
Uma equipe do Departamento de Polícia Técnico Científica, coordenada pelo perito Chanxerlley Brandão, realizou os procedimentos de registros tanto na casa da vítima fatal como no percurso do crime. Segundo Brandão, dois tiros atingiram José Maria nas costas, sendo que um projétil transfixou. No local foi encontrada uma faca embainhada e suja de sangue que supostamente a vítima tentou sacar para se defender antes de ser executada.
Na cena do crime foi encontrada uma faca embainhada e com o cabo sujo de sangue.
O delegado Eduardo Aquino foi até o lugar do crime dando início as investigações. Em seguida, o corpo foi removido pelo carro tumba do Instituto de Medicina Legal (IML) de Parnaíba.

Por Daniel Santos | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário