domingo, outubro 08, 2017

Com superioridade, Sarah vence Troféu Brasil e tem bom retorno a categoria

A piauiense venceu quatro de suas cinco lutas por ippon. A final foi diante a também atleta da seleção Gabriela Chibana.
Sarah subiu ao lugar mais alto do pódio no Troféu Brasil (FOTO: CBJ)
Sarah Menezes retornou ao Troféu Brasil de Judô, que acontece em Minas Gerais, ocupando o mesmo lugar que deixou quando saiu – o primeiro. Após 12 anos, a piauiense voltou a disputar o torneio nacional e subiu ao lugar mais alto do pódio em competição que marca o retorno de Sarah para a categoria ligeiro (-48kg). No total, foram cinco lutas, quatro delas vencidas por ippon, pontuação máxima do judô, e na grande final Sarah derrotou Gabriela Chibana (-48kg) por quatro waza-aris.

"Tive uma excelente competição. Fiquei até surpreendida comigo mesma, porque vim de uma descida do 52kg para o 48kg, fiz uma dieta correta. Cheguei bem, me senti bem, leve e rápida na competição. Fiz lutas duras com meninas novas e a minha final foi muito positiva para mim, porque consegui lutar, variei golpes, lutei contra uma atleta forte, a Gabriela Chibana, que também é da seleção e estamos disputando vaga. Agora, pretendo lutar o Brasileiro Sênior em novembro e aguardar os resultados dos exames que fiz com a CBJ para poder retornar ao 48kg”, afirmou a campeã olímpica de Londres 2012 à CBJ.

Na estreia, Sarah Menezes venceu por ippon a atleta Ana Paula Nobre, do Rio Grande do Sul. Também com um ippon Sarah derrotou Rosileide Barrozo, do Mato Grosso do Sul.

Depois disso, a medalhista olímpica eliminou a pernambucana Amanda Lima, e na semifinal da categoria até 48kg superou a carioca Maria Eduarda Gonçalves - as duas foram também foram vencidas pela piauiense por ippon.
Na final, Sarah conquistou a medalha de ouro em cima de Gabriela Chibana.
A competição marcou o retorno de Sarah a categoria ligeiro (-48kg) (FOTO: CBJ).

Recentemente, Sarah Menezes passou por uma bateria de exames junto à CBJ, com o objetivo de retornar à Seleção Brasileira e assim poder competir internacionalmente pela categoria ligeiro ainda esse ano.

O diretor de Alto Rendimento da Seleção, Ney Wilson, destacou em entrevistas a preocupação não somente com a atleta manter o peso da categoria, mas também com a saúde de Sarah e a resposta sobre esse possível retorno deve sair nas próximas semanas.

Até lá, Sarah segue nos treinamentos intensos, e já pensa na disputa do Campeonato Brasileiro Sênior, que acontece nos dias 11 e 12 de novembro, em Lauro de Freitas (BA).

A prata do Troféu Brasil ficou com Gabriela Chibana e os bronzes com Larissa Farias (RJ) e Bianca Lara (MG). 

Por: Pâmella Maranhão/O Dia | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário