quinta-feira, agosto 24, 2017

Nivaldo Lancuna fala da queda e drama na ambulância: “Não vi mais nada”

Treinador do Parnahyba, Nivaldo Lancuna é atropelado por jogador do próprio time após choque na beira do campo e fica com perna imobilizada: “Quero estar com o pé no chão amanhã mesmo”
Técnico do Parnahyba, Nivaldo Lancuna é atendido em campo (Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas)
O técnico Nivaldo Lancuna carrega até agora marcas da eliminação do Parnahyba diante do CSA pela pré-Copa do Nordeste. O treinador teve a perna atingida pelo lateral Barata depois de uma dividida na beira do gramado do estádio Rei Pelé, na derrota do clube piauiense por 4 a 0, em Maceió, e precisou ser levado ao hospital após a partida. Além de administrar a frustração com a queda na fase preliminar do Nordestão, o treinador divide as atenções com os medicamentos e as faixas na perna direita imobilizada pelos médicos horas depois do apito final. Veja o lance acima.

- O jogador do CSA que veio para cima e, quando eu percebi, o Barata caiu por cima da minha perna. Depois eu já não vi mais nada porque eu caí. Só autorizei a nossa segunda substituição. Fui muito bem medicado pelo pessoal do Samu e quero estar com o pé no chão amanhã mesmo. Fomos ao hospital depois do jogo, e fizeram tudo que tinha que ser feito. Essa foi a primeira vez. Já tomei pedrada na cabeça e tudo, mas a de ontem foi visível, todo mundo viu, a tristeza é que não queria perder aquele jogo. Agora é me tratar – declarou o treinador.

Matérias relacionadas:
Depois de perder o jogo de ida por 1 a 0, no Piauí, o Parnahyba voltou a ser surpreendido pelo CSA. No confronto de volta, em Alagoas, o Azulão garantiu a vitória com sobras graças ao brilho de Daniel Costa (duas vezes), Edinho e Daniel Ângulo. Veja os gols abaixo. Com a classificação, o time de Alagoas garante presença na fase de grupos da Copa do Nordeste 2018, avanço que renderá ao clube R$ 750 mil com cota de participação. - Sinceramente, foi um espaço curto e tivemos apenas uma semana para trabalhar a equipe completa. Tivemos a oportunidade em casa e, ontem, tivemos uma infelicidade danada de Naylson tomar aquele gol de falta e outro também que todo mundo ficou assistindo. A gente trabalhou duro, a diretoria também, mas a equipe foi superior a nossa – reconheceu o treinador logo em seguida.

A delegação do Parnahyba deixou Maceió às 17h da quarta, com previsão de chegada às 23h, em Teresina e de lá para Parnahyba devendo chegar na manhã desta quinta-feira (24)

Fonte: Globo Esporte | Edição: José Wilson | Jornal da Parnaíba
Postar um comentário