quarta-feira, julho 05, 2017

Parnahyba reencontra CSA-AL e deve ter vida difícil na Pré-Copa do Nordeste

As duas equipes se enfrentaram em jogo de ida e volta. Datas e horários ainda serão definidos
Técnico do Parnahyba, Vladimir de Jesus (Foto: Arquivo Diário)
Na manhã de segunda-feira (3) a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou os confrontos da pré-copa do Nordeste ainda sem data definida para acontecer. Oito equipes se enfrentam em jogos de ida e volta e quatro avançam para a fase principal do torneio nordestino. Santa Cruz x Itabaiana, Treze x Cordino, Globo FC x Fluminense de Feira e CSA x Parnahyba, representante do estado na competição.

O confronto entre as duas equipes não é novidade. Em 2016, foram quatro confrontos e o CSA chegou a eliminar o Parnahyba do Brasileiro Série D na segunda fase da competição. Na fase de grupos o Parnahyba venceu o primeiro jogo em seus domínios (2 a 1) e ficou no empate no segundo jogo (1 a 1). Na segunda fase as equipes mediram forças novamente e dessa vez o time alagoano conquistou duas vitórias (2 a 1/ 3 a 0) eliminado o Tubarão da Série D de 2016.  Ano também em que a equipe alagoana conquistou o acesso até a Terceira Divisão do Brasileiro.

O treinador do Tubarão, Vladimir de Jesus, fala sobre o confronto e acredita que as duas equipes agora vivem um novo momento. “Temos um novo Parnahyba e temos também um novo CSA, que agora está uma divisão acima e um Parnahyba que mudou de peças e de comando então acredito que isso nivela os confrontos. Sabemos da importância de avançar nessa Pré-Copa do Nordeste até mesmo pela saúde financeira do clube no ano que vem além da projeção visual”, frisou Vladimir.

O principal destaque do time Azulino na temporada é o bom desempenho jogando dentro de casa. Fora isso, encontra do outro lado um adversário que está na Terceira Divisão do Brasileiro e é líder do seu grupo na competição com oito jogos; cinco vitorias, dois empates e uma derrota. A data de início da Pré-Copa do Nordeste ainda não foi definida.

Por: Pâmella Maranhão/ O Dia | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário