quarta-feira, julho 12, 2017

Parnahyba e Altos recebem repasse da Fundespi e pagam salários atrasados

Primeira parcela do dinheiro prometido pelo órgão, liberado na última segunda-feira, serve para atualizar folhas em débito; segunda parcela é esperada para agosto.
Batista Filho, Presidente do Parnahyba, diz que irá quitar uma das folhas salariais em atraso no Tubarão (Foto: Renan Morais)

Como diz o ditado, dinheiro na mão é vendaval. No caso dos clubes piauienses, dinheiro na conta é salário quitado.

Altos e Parnahyba, representantes do estado na Série D, têm acesso desde a última segunda-feira à primeira parcela do repasse da Fundespi, no valor de R$ 150 mil.

E as duas diretorias têm o mesmo uso planejado para a verba: pagamento de salários atrasados.

O dinheiro, depositado na sexta-feira da última semana, foi compensado nesta segunda-feira. O primeiro a fazer uso dele foi o Parnahyba.

Segundo o presidente do clube, Batista Filho, o dinheiro serviu para quitar uma de duas folhas em atraso.

O Altos também pagará um mês de salários aos jogadores, mas o presidente, Warton Lacerda, diz que estará em dias pelo menos até a próxima semana, quando espera receber o adiantamento da cota da Copa do Brasil e assim pagar a folha que vencerá no próximo dia 15.

- Nós vamos pagar o pessoal e prestar na conta semana que vem. Pagamos uma parte do débito com os jogadores e com os fornecedores, mas ainda estamos com o mês de junho em aberto - disse Batista Filho.

- Estamos fazendo os pagamentos dos jogadores até quinta-feira. Aí fica em dia, o outro mês está a vencer. Estou aguardando um retorno do presidente (da FFP, Cesarino Oliveira), que foi até o Rio de Janeiro para negociar o adiantamento da Copa do Brasil, que devemos receber semana que vem - explicou Warton.

O acordo de patrocínio encaminhado pela Fundespi prevê a destinação de R$ 300 mil a Altos, Parnahyba e River-PI, representantes do estado na 4ª divisão do Brasileiro.

Os contratos Nº 18/2017 e 19/2017 têm como finalidade a destinação de verba a Jacaré e Tubarão, respectivamente, para divulgação de marcas e campanhas de interesse do poder público em uniformes, estádios, adesivos, ônibus, banneres e demais materiais esportivos das agremiações.

 O vínculo vai até dezembro deste ano e é pago em duas parcelas. A segunda é esperada para o mês de agosto e será liberada mediante prestação de contas do uso do dinheiro da primeira parcela.

Fonte: Globo Esporte | Edição: Jornal da Parnaíba

Postar um comentário