domingo, julho 02, 2017

Nome do estádio municipal de Parnaíba é recolocado na fachada

A fachada da praça esportiva amanheceu sem o letreiro no dia 03 de maio deste ano.
Após dois meses com o letreiro da fachada do Estádio Municipal Pedro Alelaf apagado, a Prefeitura de Parnaíba refez a pintura obedecendo ao que está previsto na lei nº 2.909 de autoria do Legislativo Parnaibano e sancionada em junho de 2014.

Segundo o secretário de esportes da cidade, Maksuel Brandão, a nova pintura obedeceu o cronograma da reforma que está sendo executada no estádio. A fachada da praça esportiva amanheceu sem o letreiro com o nome do ex-presidente do Parnahyba Sport Club, Pedro Alelaf, no dia 03 de maio deste ano.

Contradições
Na época, um assessor pessoal do prefeito Mão Santa informou que a prefeitura municipal de Parnaíba estava iniciando uma reforma no local e que uma placa mais “chamativa” seria colocada na fachada. Por outro lado, o administrador do estádio disse que o letreiro do sr. Pedro Alefal foi apagado durante a madrugada. Ele não soube informar quem teria cometido o ato. Agora, o município voltou atrás colocando de volta a homenagem ao “eterno presidente” do Tubarão do Litoral.
O assunto gerou polêmica e foi abordado por diversas vezes na Câmara Municipal de Parnaíba pela vereadora Neta Castelo Branco (DEM). "Eu estava disposta a doar as latas de tinta para a recolocação do nome do seu Pedro acontecer o quanto antes", desse a parlamentar.

Entenda o caso
A praça esportiva levava o nome, desde a fundação, do atual prefeito da cidade, Mão Santa. No entanto, há cerca de três anos um projeto de lei do então vereador Gustavo Lima (PSB) foi enviado ao prefeito da época, Florentino Neto (PT), oficializando o nome do espaço para Pedro Alelaf. Segundo o parlamentar, o antigo nome não era oficializado e feria o princípio da impessoalidade da Constituição Federal que proíbe que políticos vivos sejam homenageados em prédios públicos. A retirada do atual nome da fachada gerou revolta nas redes sociais, inclusive por parte de torcidas organizadas do Parnahyba.
Por Kairo Amaral/Meio Norte | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário