sábado, julho 22, 2017

Morre na UTI do HEDA garoto vítima de explosão de bomba caseira

Menino de 12 anos de Cocal que vitima de suposta 'bomba caseira' não resiste a ferimentos e morre treze dias depois.
Unidade de Terapia Intensiva Raimundo Martins de Sousa.
O pequeno Francisco das Chagas Amorim Sousa, de 12 anos de idade, que morava na localidade Inferno Velho, zona rural de Cocal, que foi vítima de uma explosão de origem ainda desconhecida, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito na manhã deste sábado (22/07), por volta das 09:00 horas, em um dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva Raimundo Martins de Sousa do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Heda), em Parnaíba, litoral do Piauí. (Reveja o caso: Garoto fica com rosto desfigurado após bomba caseira explodir.)

O acidente aconteceu no dia 09 de julho deste ano e desde essa data que ele se encontrava em coma. Na explosão o garoto sofreu queimaduras em várias partes do corpo e uma grave lesão na região frontal da cabeça, que resultou na perca de massa encefálica de forma significativa.

Ainda não se sabe o que teria causado as lesões. Um tio do garoto, que não quis se identificar, informou que o menino brincava no quintal de casa quando o pai ouviu uma explosão e encontrou o garoto coberto de sangue.

Uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) removeu o corpo para a realização de exames de necropsia no posto avançado da instituição em Parnaíba. Após a liberação, uma funerária encaminhou o corpo para ser velado e posteriormente sepultado no povoado Brejinho, zona rural de Luís Correia, onde reside a mãe e demais familiares da vitima.

Reveja abaixo a reportagem exibida na TV Meio Norte sobre o caso:

Por: Wenddel Veras/Blog do Coveiro| Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário