domingo, julho 02, 2017

Homens são presos por caça predatória, um deles tinha mandado de prisão por homicídio

Policia militar prende homens acusados de caça furtiva na região de Parnaíba e descobre que um deles deveria estar cumprindo pena de 15 anos na Penitenciária de Pedrinhas.
Uma equipe do Grupamento da Polícia Militar – GPM, baseado em Bom Principio do Piauí coordenada pelo sargento Vieira, prendeu na manhã deste domingo (02), duas pessoas acusadas de caça furtiva, ou caça predatória como é mais conhecido, próximo ao Tabuleiros Litorâneos, zona rural da planície litorânea.

Ivaldo Silva Rocha (42), e Avelino da Conceição Galeno (56), foram encaminhados para Central de Flagrantes em Parnaíba. A polícia apreendeu duas espingardas e munições, além de duas aves silvestres abatidas e a quantia de R$ 750 reais em espécie e dois facões. 
Grupamento Militar de Bom Principio do Piaui, responsável pela prisão.
O delegado Rodrigo Mello autuou a dupla por posse ilegal de arma de fogo e estabeleceu despacho de concessão de fiança no valor de 1 salário mínimo para cada acusado ser posto em liberdade. 

Um dos homens preso por caça furtiva tinha mandado de prisão por homicídio no Maranhão e deveria estar cumprindo pena no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Ivaldo Silva Rocha, o Gazoba, que tem residência à Rua Padre Castelo Branco, bairro São José, em Parnaíba, era foragido da justiça maranhense da Comarca de Tutóia, condenado no crime de homicídio com a pena de 15 anos em regime fechado. Gazoba seria solto ao pagar fiança de 1 salário mínimo pela posse da arma, mas foi negado ao ser constatado pelo delegado Rodrigo Mello, a existência do mandado de prisão em aberto em seu desfavor.
Pena de 15 anos para ser cumprida no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
Postar um comentário