quinta-feira, junho 22, 2017

ZPE Parnaíba é tema de encontro de comércio entre e o Brasil e a China

As oportunidades de investimentos oferecidas pela Zona de Processamento de Exportação do Estado do Piauí, a ZPE Parnaíba, foi um dos temas do 5° Encontro do subcomitê da Indústria e da Tecnologia da Informação - Comitê de Coordenação e Cooperação de Alto Nível da China e do Brasil, realizado neste dia 22 de junho na sede do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), em Brasília. O presidente da ZPE Parnaíba, Paulo Cardoso, fez uma exposição sobre a ZPE Piauiense e suas oportunidades de investimentos. A china foi representada pelo seu vice-ministro da Indústria, Xin Guobin; representantes de comércio exterior e empresários industriais, tendo o secretário executivo do MDIC, Marcos Jorge de Lima, como anfitrião, Thaise Dutra representando o CZPE acompanhada da equipe técnica do ministério.

O objetivo do encontro realizado no âmbito internacional do Acordo sobre Facilitação de Comércio entre o Brasil e China, fortaleceu o intercâmbio entre os dois países e a troca de experiências relativas ao funcionamento das zonas livres, no Brasil conhecidas como ZPEs. “A  China tem uma experiência exitosa no desenvolvimento de ZPEs e regimes congêneres como estratégia de maior desenvolvimento econômico e social”, disse Paulo Cardoso, presidente da ZPE Parnaíba. Ele fez uma avaliação positiva da participação da ZPE Parnaíba, especialmente pela importância dada ao setor do Agronegócio, que é a principal vertente do perfil industrial do empreendimento piauiense apresentado aos chineses.

Em sua apresentação o presidente da ZPE destacou a possibilidade do aproveitamento dos benefícios do regime de ZPE para o processamento local e posterior exportação de produtos primários já destinados ao mercado consumidor chinês. Explicou ainda que a ZPE do Piauí é um dos principais investimentos do Governo do Estado, voltado ao desenvolvimento econômico e social das regiões em desenvolvimento, por meio da industrialização. Paulo Cardoso explicou que o Piauí e sua área de influência são ricos em diferentes tipos de commodities possíveis de serem manufaturadas na ZPE piauiense.

Os representantes da Secretaria Executiva do Conselho das Zonas de Processamento de Exportação ressaltaram o potencial das ZPEs brasileiras no apoio aos investimentos chineses realizados no Brasil com foco em operações de exportação, contribuindo para o incremento das relações econômicas bilaterais, narrou Paulo Cardoso.

F. Carvalho | Jornal da Parnaíba
Postar um comentário