quarta-feira, junho 21, 2017

João Claudino, 87 anos de amor e dedicação ao Piauí

João Claudino Fernandes nasceu em Luís Gomes, Rio Grande do Norte.

João Claudino Fernandes
Nesta quarta-feira, dia 21 de junho, um dos empresários de maior sucesso no Piauí, João Claudino Fernandes, completa 87 anos. Apesar da idade avançada, Seu João, como é conhecido popularmente pelos piauienses, segue tocando os negócios do Grupo Claudino, iniciados lá em 1920, quando seu pai, Joca Claudino, começa sua trajetória de comerciante com uma bodega no mercado da cidade de Luís Gomes, no Rio Grande do Norte. 
Foto/Reprodução

João Claudino Fernandes nasceu em Luís Gomes, Rio Grande do Norte, no dia 21 de junho de 1930. Filho de João Claudino Sobrinho e Francisca Fernandes Moreira Claudino, casou-se com Maria Socorro de Macêdo Claudino e teve cinco filhos: João Vicente, Cláudia Maria, João Júnior, Alayde Christine e João Marcello.

Iniciou no ramo comercial em 1949, quando o pai lhe arrendou um pequeno comércio em Cajazeiras (PB): A Guanabara do Sertão. Em 1954, a mercearia foi vendida, e João Claudino foi trabalhar com o pai, fazendo parte da firma. A partir de 1966, quando a sociedade com o pai se desfez, tornou-se sócio do irmão, Valdecy Claudino.

Os irmãos Claudino, que até então tinham seus negócios na cidade de Cajazeiras, buscam alternativas para suas atividades empresariais. Resolvem se instalar na cidade de Bacabal, no Maranhão, atraídos pelas boas notícias levadas pelos viajantes. Ali, em uma antiga usina de beneficiamento de arroz, nasceu o Armazém Paraíba, empresa que deu origem ao Grupo Claudino.

O empresário conta como chegou ao Piauí. “Veio uma seca muito forte na Paraíba em 1958 e nós analisamos que isso podia atingir o nosso comércio. Verificamos que tínhamos que procurar outra frente de trabalho e eu soube que o Maranhão era uma região muito boa. Logo abrimos uma filial em Bacabal, pensando até em passar só uma temporada da crise. Mas os negócios foram fluindo e ali ficamos. Nos apaixonamos por essa região, chegando a verificar que um dos sócios precisava ficar mais próximo dos negócios aqui e eu fui escolhido e tive a sorte de vir para o Piauí. Aqui vim para ficar. Hoje todos somos apaixonados pelo Piauí”, diz João Claudino. 

Em 2013, Valdecy e João Claudino decidiram separar os negócios. Valdecy ficou com a Socic (Sociedade Comercial Irmãs Claudino), que abriga os negócios de transportes, a administradora de cartões de crédito e um shopping. João ficou com o grupo Claudino, que controla o Teresina Shopping, a Houston e o Armazém Paraíba.

Não há dúvidas de que o esforço do empresário durante todo esse tempo resultou em um grande império. Atualmente, o Grupo Claudino conta com 14 empresas e mais de 17 mil pessoas em seu quadro de funcionários, de acordo com os últimos dados fornecidos pelo Grupo. 

Dentre as empresas pode-se destacar o shopping center que desde que foi inaugurado, em 1997, trouxe um novo cenário para a Teresina. Os teresinenses não possuíam um local para lazer e que gerasse muitas oportunidades de emprego. Em setembro de 2010, o shopping foi ampliado e ganhou 410 novas lojas, o que o tornou o quarto maior shopping do Norte Nordeste. A ampliação gerou mais de cinco mil empregos diretos e 23 mil empregos indiretos.

O segredo para o sucesso, João Claudino Fernandes descreve muito bem: não basta ter vocação, mas é preciso saber usar esse dom da maneira correta. Além disso, destaca que é preciso dedicação, credibilidade, valorização do funcionário, equilíbrio financeiro, investimento em marketing e propaganda, intuição e planejamento e não arriscar de mais.

O Almanaque do Paraíba, que traça a trajetória do empresário, diz que Sr. João é arrojado desde jovem, inteligente, prestativo, extremamente organizado, otimista e acima de tudo, tem uma fé inabalável no futuro. É determinado, sabe o que quer e vai até o fim. Trabalha por prazer. Tem garra e coragem em tudo que faz. É um homem de iniciativa e aproveita cada oportunidade que a vida lhe oferece.

João Claudino chegou a Teresina só em 1968, e logo instalou a primeira matriz do Armazém Paraíba na cidade. Ao lado do irmão Valdecy Claudino, ele abriu uma filial no Centro da capital. O crescimento do Armazém Paraíba, em uma região carente de produtos e serviços à época, também gerou oportunidades para outros empreendimentos. Assim, vieram as indústrias, agência de publicidade, construtora, gráfica, frigorífico e shopping centers, entre outros negócios que formam o Grupo Claudino.

Por: Thauana Cavalcante/Capital Teresina | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário