quarta-feira, maio 17, 2017

Parnaíba volta a gerar empregos com carteira assinada em abril, diz Caged

No mês de abril no estado do Piauí foram admitidas 6.568 pessoas e demitidas 6.343. Resultado piauiense acompanha o nacional, que criou 59,8 mil vagas de trabalho.


Brasil volta a gerar empregos em abril, com 59.856 vagas formais e o Piauí é o 2º do Nordeste na geração de empregos formais de acordo com o Caged. Parnaíba só perde para a capital da geração de empregos.

O Piauí criou 255 empregos com carteira assinada no mês de abril, anunciou nesta terça-feira (16) o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. O resultado mostra um crescimento de 0,08% quando comparado com o estoque de assalariados do mês anterior.

O resultado do estado acompanha o do Brasil, já que as contratações superaram as demissões em 59.856 vagas. Foi o primeiro resultado positivo para abril desde 2014.

Segundo o Caged, no mês de abril foram admitidos 6.568 pessoas e demitidas 6.343. Os setores do comércio e serviços tiveram bons saldos positivos, criaram 705 empregos juntos, e compensaram o resultado ruim do setor de construção civil, que eliminou 473 empregos com carteira assinada.

Apesar do resultado positivo em abril, no acumulado do ano o Piauí fechou 756 vagas de trabalho formais. Os dados dos últimos 12 meses também mostra a tendência de queda, com um saldo negativo de 6.323 vagas eliminadas.

Picos (-60), Floriano (-45) e Oeiras (-27) foram as cidades que mais perderam vagas de trabalho. Já Teresina (163), Parnaíba (154) e União (113) obtiveram os melhores resultados no Piauí.

Jornal da Parnaíba com informações do G1
Postar um comentário