quarta-feira, maio 10, 2017

Parnahyba ainda não tem vaga garantida na Copa do Nordeste

CBF muda o formato da Copa do Nordeste e cria o Pré-Nordestão que pode ser disputado no fim deste mês. O formato antigo previa dois clubes do Piauí, o campeão e o vice do Piauiense.

Jogadores e torcedores do Parnahyba comemoram o título de Campeão da Copa Estado do Piauí (primeiro turno do Piauiense)que daria vaga na Copa do Brasil e Copa Nordeste de 2018
Diferente do que estava previsto no Art. 11, § 3º do regulamento do Campeonato Piauiense 2017 da Federação de Futebol do Piauí (FFP), o Parnahyba para garantir vaga na Copa do Nordeste terá que ser campeão do Piauiense 2017 ou conquistar uma das vagas do pré-Nordestão que será realizado em forma de mata-mata, entre os vice-campeões dos estados do Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas e Sergipe e os terceiros colocados dos estaduais da Bahia e Pernambuco.

Veja regulamento da FFP 

Com alguns campeonatos estaduais já definidos e outros prestes a conhecerem seus campeões, parte da atenção dos clubes nordestinos já se volta para a Copa do Nordeste de 2018, que vai ter um formato diferente do que vinha sendo adotado nos últimos anos. A próxima edição da competição regional vai ter apenas 16 clubes na fase de grupos e quatro desses vão sair de uma seletiva que ainda não tem data marcada para ser realizada. Mas, se depender do desejo de algumas federações, esse pré-Nordestão vai acontecer já nos dias 24 e 31 deste mês.

Nesta terça-feira, foi realizada na sede da CBF uma reunião na qual foi debatido o assunto. Um dos presentes ao encontro foi Amadeu Rodrigues, que é presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF). Segundo o dirigente, ele e outros presidentes de federações sugeriram à CBF que as seletivas que vão apontar os últimos quatro classificados para a Copa do Nordeste de 2018 sejam realizadas nas duas últimas quartas-feiras deste mês.

Amadeu Rodrigues justificou que seria interessante essa seletiva ser realizada logo para os clubes pegarem o embalo dos estaduais, já que, em alguns casos, as equipes ficam sem calendário para o segundo semestre deste ano. Se esse pré-Nordestão for marcado para mais próximo do fim do ano, esses times teriam dificuldades na formação do elenco. Ainda de acordo com Amadeu, outra hipótese levantada foi a de que os oito times que vão disputar essa seletiva sejam separados em dois potes: os melhores rankeados no primeiro pote e os demais no segundo.

Mudanças no formato da competição
A principal alteração da Copa do Nordeste será no número de participantes, reduzido de 20 para 16 equipes. Para 2018, classificam-se diretamente os nove campeões estaduais e os vices das três federações melhor ranqueadas (Bahia, Pernambuco e Ceará). As outras quatro vagas virão de uma fase preliminar, disputada em forma de mata-mata, entre os vice-campeões dos outros seis estados (Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas e Sergipe) e os terceiros colocados dos estaduais da Bahia e Pernambuco.

Por ora, 10 clubes já estão garantidos na competição do próximo ano: ABC, CRB, Botafogo-PB, Ceará, Confiança e Vitória, que foram campeões estaduais; Sport e Salgueiro, que disputam a final do Pernambucano e, consequentemente, serão campeão e vice; Bahia, vice no Baiano; e Ferroviário, vice no Cearense. Os outros dois clubes que vão direto para a fase de grupos são o campeão do Maranhense - Cordino e Moto Club disputam o título da competição, que está paralisada, por conta de uma ação judicial do Sampaio Corrêa - e o campeão do Piauiense - o Parnahyba está na final esperando River-PI ou Altos como adversário.

Para a seletiva, já estão definidos cinco dos oito times que vão disputar o pré-Nordestão: Globo FC, CSA, Treze e Itabaiana - que foram vices em seus estados -, além do Fluminense de Feira, terceiro colocado na Bahia. Os outros três serão os vice-campeões do Piauí (Parnahyba, River-PI ou Altos) e do Maranhão (Cordino/Sampaio Corrêa ou Moto Club), além do terceiro colocado de Pernambuco (Santa Cruz ou Náutico). Para 2019, uma mudança importante: as vagas para a fase preliminar deixarão de ser oferecidas pelos estaduais e passarão para os clubes melhor ranqueados dentro de cada estado.

A Copa do Nordeste, principal competição regional do Brasil, voltou a ser disputada em 2013 com 16 equipes de sete estados da região. A partir de 2015, o torneio passou a incluir representantes de Piauí e Maranhão, contando com 20 clubes. Reduzir o número de participantes e favorecer os clubes melhor ranqueados é uma tentativa de atrair mais atenção à competição e aumentar o público nos estádios.

Jornal da Parnaíba com informações adicionais do Globo Esporte
Postar um comentário