quarta-feira, abril 19, 2017

Parnahyba perde mandos e campo e deverá fazer final do piauiense fora

Alívio x angústia: Tubarão "vence" Fla no TJD e perde 2 mandos de campo que poderão ser decisivos na conquista do título de campeão do piauiense de 2017. 

Invasão de campo na final do primeiro turno tirou dois mandos de campo do Parnahyba (Foto: TV Clube)
Parnahyba tem ainda dois jogos previstos para serem disputados em Parnaíba, contra o River em partida válida pela quinta rodada do returno no próximo domingo dia 23 e outro na final do Piauiense caso o vencedor da Taça Cidade de Teresina não seja o próprio Tubarão.

Equipe consegue derrubar denúncia do Fla-PI que pedia anulação do título do turno azulino, mas na mesma sessão vê punição após torcida invadir campo do Lindolfo.

Era inevitável o semblante de alegria do presidente Batista Filho ao fim da sessão da comissão disciplinar do TJD-PI, nesta quarta, que extinguiu o processo do Flamengo-PI contra o Parnahyba – a denúncia solicitava a anulação do título azulino do primeiro turno do estadual.  Os auditores consideraram que houve uma falha processual do Fla, que não pagou a taxa exigida de R$ 1.500,00. Com isso, o processo acabou nulo no órgão. Embora o dirigente tenha comemorado por essa decisão, a noite não foi totalmente azul para o Parnahyba. O clube azulino perdeu dois mandos de campo por conta da invasão da torcida do litoral no gramado do estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, na final contra o Altos. Cabe recurso.

O processo estava na pauta desta quarta, foi o terceiro a ser julgado. Os auditores consideram que a invasão da torcida do Parnahyba após o apito final – situação narrada pelo árbitro do jogo na súmula – foi grave e prejudicial à segurança da partida. A defesa do Parnahyba tentou amenizar a punição, afirmando que o clube faz constantes palestras educativas com as organizadas para evitar esse tipo de comportamento, além de argumentar que não houve invasão – os torcedores teriam entrado pelo portão e não pulado o alambrado.  Não foi o suficiente para convencer o tribunal. Além de perder dois mandos de campo, o Tubarão foi punido com R$ 2 mil.

- Ficamos muito triste. Todos vocês viram que a torcida não invadiu ou o Parnahyba soltar foguete dentro de campo. E outra coisa, ninguém entrou para atrapalhar, foi para comemorar. Temos que acatar. Temos um jogo dentro de casa ainda, para cumprir tem que ser uma final ou semifinal. É triste, principalmente para o nosso torcedor, mas vamos recorrer, é lógico – comentou Batista Filho.    

No returno, o Parnahyba joga neste domingo contra o River-PI no Pedro Alelaf, em Parnaíba. Caso não consiga reverter a decisão da comissão o quanto antes, o clube terá que procurar outro lugar para jogar. 

Sobre a extinção do processo do Fla-PI, Batista cutucou o autor da denúncia em sua fala após o anúncio do fim da denúncia.  

- Correta e justa. O Parnahyba argumentou certo, estávamos preparados. Consideramos essa decisão do Fla absurda, mas estávamos tranquilos, muitos tranquilos. O regulamento é o mesmo há cinco anos, mas uma forma que temos que ler o regulamento e trabalhar de forma certa e com lealdade. Foi feito justiça, vamos rumo ao returno – finalizou. 

Jornal da Parnaíba com informações de Josiel Martins/G1
Postar um comentário