terça-feira, abril 25, 2017

Parnahyba atrasa quase uma folha e meia, e cartola crava: "Pior momento"

Presidente do Tubarão, Batista Filho, busca saída para impasses financeiros e revela desejo de efetuar empréstimos para não gerar crise coletiva: "Não escondo nada".

Presidente do Parnahyba (à direita) revela intenção de contrair empréstimos para quitar folha salarial (Foto: Josiel Martins)
Campeão do primeiro turno do Campeonato Piauiense e com uma vaga garantida na Copa do Brasil e Copa do Nordeste do ano que vem, o Parnahyba passou a administrar, nos últimos meses, os contantes problemas financeiros que rondam no CT Petrônio Portela, sede oficial do clube. Sem receio de expor o drama, o presidente do Tubarão, Batista Filho, confirmou o atraso na folha salarial do elenco comandado pelo técnico Fernando Tonet. O mandatário explicou em tom de desabafo que o clube segue sem apoio do financeiro e que pretende resolver até o fim desta semana a pendência com os atletas.

- Em quatro anos de gestão, esse é o pior momento financeiro que estamos passando. O clube está devendo 30% da folha de fevereiro e o mês de março. Estamos tentando pegar dinheiro emprestado para sanar essas dívidas, que não são só com os jogadores, mas também com nossos fornecedores – explicou o presidente.
Campeão do 1º turno do estadual, Parnahyba vive ápice da crise financeira no returno segundo presidente (Foto: Walter Fontenele)
Ciente de que a situação pode gerar uma insatisfação coletiva, Batista explicou como tenta driblar a crise dentro do Tubarão. Segundo o presidente, toda a situação financeira é repassada para os jogadores.

- Toda semana estou no CT conversando com os elenco. Eu não escondo nada e falo abertamente com eles sobre a situação que estamos passando. Durante esse ano estamos passando por inúmeras dificuldades e não temos acordos financeiros para suprir. Entendo os jogadores porque são pais de família e precisam do pagamento – finalizou.

Com o Piauiense em andamento, o elenco do Tubarão entra em campo no próximo sábado, contra o Flamengo-PI. A partida que está marcada para às 216, no estádio Alberão, em Teresina, será válida pela sétima e última rodada da fase de classificação no estadual. O compromisso azulino pode determinar a classificação do Tubarão à semifinal com uma vitória simples fora de casa.

Por Stephanie Pacheco e Renan Morais/G1 | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário