terça-feira, abril 11, 2017

Novela dos cartões: Tribunal confirma julgamento do Parnahyba para dia 18

Fabiano cumpriu suspensão na final do 1º Turno, mas Flamengo diz que deveria ter sido na semifinal.


Fabiano está no centro da novela
O Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí  (TJD-PI) confirmou, hoje (11), a data do julgamento da denúncia do Esporte Clube Flamengo que aponta suposta escalação irregular de Fabiano, atacante do Parnahyba, na semifinal do 1º Turno do Campeonato Piauiense. A sessão está marcada para 19h15 da próxima terça-feira (18).

O Flamengo alega que o regulamento do Campeonato Piauiense prevê a anulação apenas de um dos dois cartões sofridos por um jogador expulso na mesma partida. Com isso, Fabiano não poderia ter entrado em campo na semifinal, na interpretação rubro-negra. O Parnahyba contesta e obteve da Federação de Futebol do Piauí um documento que atesta regularidade para escalação do jogador. 

A decisão do TJD pode mudar os rumos do torneio. Se for dado ganho de causa ao Flamengo, a semifinal terá de ser anulada e o rubro-negro fará uma nova decisão contra o Altos, que eliminou o River na outra semifinal. 

Tubarão venceu o Altos na decisão do turno e ficou
com o título, agora colocado em dúvida
Além disso, o processo gerou insegurança nos clubes para escalar jogadores. Mesmo acreditando que a ação será derrubada, mas sem ter certeza da decisão a ser tomada pelo Tribunal, o River evitou escalar o volante Amarildo no jogo contra Picos, na semana passada.

Em entrevista por telefone ao Acorda Piauí, da rádio Cidade Verde, o presidente do TJD-PI, Luciano Benigno, já havia informado que o tribunal trabalharia para dar celeridade ao julgamento, mas o caso só poderia ser julgado depois da Semana Santa. 

Outros casos
Também serão julgados pelo TJD, na terça-feira, o atraso do Flamengo para o início da partida da mesma semifinal e os episódios ocorridos na final do turno, entre Altos e Parnahyba: a invasão de campo de torcedores do Tubarão, os foguetes e sinalizadores usados pelos mesmos azulinos, e as agressões do presidente do Jacaré, Warton Lacerda, contra os árbitros, após o jogo.

Por Fábio Lima | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário