quinta-feira, abril 27, 2017

FIEPI: Indicadores mostram que é hora de retomar investimentos

Segundo o presidente da FIEPI, as reformas conduzidas pelo Governo Federal refletiram positivamente na economia brasileira.

Antonio José Moraes Souza Filho - Zé Filho - Presidente da Fiepi
Ao comentar recente matéria da revista inglesa "The Economist", o presidente da Federação das Indústrias do Piauí – FIEPI, Zé Filho, ressaltou que é hora da classe empresarial retomar os investimentos. A reportagem fala sobre a economia global, que, segundo análise da publicação, não crescia de maneira tão sincronizada há muito tempo.

“A percepção que se tem é que o Brasil, pelos indicadores mais recentes, parece está mudando a tendência de recessão econômica, inflação e queda na produção que provocou as piores consequências para a população, inclusive gerando 13 milhões de desempregados. Tudo isso é fruto principalmente de grandes erros na condução da política econômica nos últimos anos”, alerta Zé Filho.

A The Economist aponta que “a economia brasileira encolheu nos últimos oito trimestres, mas, com as expectativas de inflação controladas, as taxas de juros estão caindo”. A revista ainda observa que, mesmo em locais com recessão, o pior passou.

Segundo o presidente da FIEPI, as reformas conduzidas pelo Governo Federal refletiram positivamente na economia brasileira. A conceituada revista The Economist vem mostrando a mudança do desempenho em diversos setores. “Há otimismo com relação à saída definitiva da crise que vem maltratando muito o povo brasileiro. Mas vamos depender do Congresso Nacional fazer a sua parte”, alerta.

Além dos indicadores incentivarem os investimentos locais, também pode trazer de volta os investimentos estrangeiros. “A CNI vem fazendo um esforço tremendo em minimizar esses riscos e melhorar essa ambiência, um exemplo é a Agenda Internacional da indústria com várias proposições significativas”, afirma Zé Filho.

O diretor de assuntos econômicos da FIEPI, Freitas Neto alerta sobre a necessidade do Brasil retomar uma agenda positiva. “O País mostra ter condições de sair desta situação. Não há lugar para demagogia ou se faz o dever de casa ou não levaremos esta tendência à frente”.

O gestor do Centro Internacional de Negócios – CIN da FIEPI, Islano Marques, aponta a publicação da revista inglesa "The Economist" como um alento, um indicativo para trazer o nosso País de volta ao cenário internacional como um forte e promissor "player". “É preciso que aproveitemos o momento de retorno dessa credibilidade internacional para que solidifiquemos essa ambiência promissora que já é apontada por vários especialistas mundo afora”, garante.

Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário