quinta-feira, abril 27, 2017

Ex-governador Zé Filho poderá retornar ao PMDB

Com a mudança da constituição, o parlamentar tem até o final de março do ano que vem (2018) para decidir a qual partido se filiar.
Ex-governador Zé Filho durante a entrega do título de Cidadão Piauiense na Alepi. (Foto: Rodrigo Antunes)
Após a passagem pelo governo do Estado, Zé Filho saiu do PMBD, se filiou ao PPS e posteriormente também se desligou e encontra-se atualmente sem partido. Segundo ele, várias possibilidades estão sendo analisadas e que por enquanto vai continuar marchando na oposição ao governo de Wellington Dias (PT).

Com a mudança da constituição, o ex-governador tem até o final de março do ano que vem (2018) para decidir a qual partido se filiar. Em entrevista, o presidente da Fiepi (Federação das Indústrias do Estado do Piauí) não descartou uma possível volta ao PMDB, do qual se desligou após as eleições de 2014.

“Eu estou muito calmo em relação a isso. É provável que volte ao PMBD. Eu não tenho inimigos dentro do partido. Foi um partido que me fez deputado estadual, vice-governador, me fez governador do estado. Então sai de lá por motivos de posicionamento e coerências, mas não tenho nada o que falar contra” relato Zé Filho durante a solenidade de entrega do título de Cidadão Piauiense na Alepi.
Questionado se teria planos para disputar algum cargo nas eleições do próximo ano, Zé Filho também primou pela cautela. “Nós somos um homem público. O certo é que vamos estar do lado que o PT não estiver. Não tem nenhuma chance de você me ver no palanque do atual Governo”, frisou o ex-governador.

Em relação a sua saída do PPS, Zé Filho comentou: “Eu deixei o PPS porque estava querendo buscar outro rumo, dar outro voo”, explicou.

“São várias possibilidades. Uma coisa eu tenho certeza é que não estarei do lado do PT e nem vou me filiar ao PT”, conclui.

Jornal da Parnaíba
Postar um comentário