segunda-feira, abril 10, 2017

Bancada Federal do Piauí questiona perda de duas vagas

Bancada do PI aguarda aprovação de projeto para não perder 2 vagas na Câmara de Deputados. Deputados federais do Piauí questionam que critério de vagas deve ser por número de eleitores. Proposta ainda será analisada pela Câmara. 

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal aprovou semana passada a proposta que altera a representação por estado na Câmara dos Deputados. A bancada do Piauí aguarda a aprovação do projeto para não perder duas vagas, saindo de 10 para oito representantes a partir das próximas eleições.

Para o deputado federal Júlio César (PSD), a redução traz prejuízos para o Piauí, como a perda em representatividade na liberação de recursos para o estado, já que cada deputado tem um percentual do orçamento, de emendas individuais e compartilhadas. Segundo o parlamentar, o critério fixado no passado para retirar vagas de alguns estados para privilegiar outros é errado, pois se baseia no número de habilidades ao invés do total de eleitores.

"Se esta decisão fosse para todos os estados, no sentido de reduzir despesas eu concordaria. Agora retirar vagas para privilegiar outros estados não é certo. Todo critério eleitoral é pelo número de eleitores e não pelo número de habilidades. O Piauí tem mais de 2,3 milhões de eleitores contra 2,2 milhões do Amazonas, ou seja, temos mais de 150 mil eleitores a mais do estado que ganha duas vagas", declarou.

Na tentativas de não perder as vagas na Câmara de Deputados, a bancada do Piauí se movimenta para apresentar um projeto e contrapor o atual critério, que define a quantidade de vagas por estado segundo o número de habilidades.

"A proposta foi aprovada na Comissão de Constituição e Justiça, que não analisa o mérito, depois deve ir para outra comissão, em seguida passar em plenário e por último na Câmara. Estamos preparados para mais uma vez refutar este projeto", frisou Júlio César.

Fonte: G1 | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário