sexta-feira, março 10, 2017

Projeto Voa Piauí: Piquiatuba suspende atividades no Piauí

Por falta de pagamento empresa aérea suspende voos para Parnaíba, Picos, Teresina e São Raimundo Nonato e projeto Voa Piauí chega ao fim.
Piquiatuba suspende voos para Parnaíba, Teresina, São Raimundo Nonato e Picos (Foto: Pablo Cavalcante)
O projeto Voa Piauí - Do litoral a Serra da Capivara``, a galinha dos ovos de ouro do Governo do Estado, está ameaçado de ser encerrado. A Piquiatuba Transportes Aéreos, que realiza voos regionais desde junho do ano passado para o litoral e duas cidades no Sul do Piauí, cancelou a saída do avião com destino a Picos e São Raimundo Nonato no aeroporto de Teresina, na manhã de ontem. O embarque para Parnaíba marcado para as 16h40 desta sexta-feira, também, foi cancelado.

A direção da empresa Piquiatuba decidiu cancelar os voos para a região de Picos, do Parque Nacional da Serra da Capivara e do litoral, porque não está sendo pago pela empresa TW Fly desde dezembro do ano passado.

O diretor comercial da Piquiatuba, Fábio Pazebo, informou que a empresa aérea está com um prejuízo de cerca de R$ 770 mil. O débito de combustível está mais de R$ 300 mil. Ele não revelou o valor mensal do contrato que tem. Segundo ele, a Piquiatuba não fez parceria comercial com o Governo do Estado. O contrato que a Piquiatuba tem é com empresa TW Fly, que foi aberta em janeiro de 2016 em Teresina. A TW Fly tem um contrato com o Governo do Estado. A razão social da empresa, A S Mesquit Turismo Ltda., e tem contrato de R$ 774 mil com o governo, divido em três parcelas de RS 258 mil.

A Piquiatuba informou que os passageiros que compraram as passagens aéreas irão receber integramente o valor pago. Segundo Pazebo, caso seja resolvido o problema as pessoas podem marcar outra data para viajar.

``A nossa empresa está no mercado há 15 anos. Nós temos que ter a contabilidade pública. Não estamos mais voando porque estamos com um grande prejuízo e a TW Fly não nos repassa o que deve``, relatou o diretor comercial da Piquiatuba.

Fonte: Jornal Diário do Povo / Por Marcelo Rocha |Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário