sexta-feira, março 17, 2017

Instituto apura causa da morte de golfinho encontrado no Litoral do Piauí

Animal foi encontrado encalhado na Praia do Arrombado, em Luís Correia. É o primeiro registro da espécie Stenella Atenuatta em praias piauienses.
Golfinhoencalhou na Praia do Arrombado (Foto: Arquivo Pessoal/Instituto Tartarugas do Delta)
O Instituto Tartarugas do Delta investiga a causa da morte de um golfinho econtrado nessa quinta-feira (16) encalhado na Praia do Arrombado, em Luís Correia, Litoral do Piauí. Segundo a bióloga Verlane Magalhães, o animal estava com a nadadeira ferida, mas esta não seria a causa do óbito.

"É o primeiro registro da espécie Stenella Atenuatta em praias piauienses, que tem o nome popular de golfinho pantropical. Quando nossa equipe teve acesso a ocorrência, o animal estava bastante debilitado. Acredito que as tentativas de reintrodução comprometeram o quadro de estresse dele, mas as causas da morte podem ser diversas, como fatores climáticos", explicou.

Animal ficou ferido após ser mordido por tubarão
(Foto: Instituto Tartarugas do Delta)
A bióloga revelou que serão realizadas coletas de material biológico do golfinho para aprofundar a causa da morte. O Instituto já desvendou que o ferimento visto na nadadeira do animal trata-se da mordida de tubarão charuto, comum em cetáceos de médios e pequeno porte.

Matéria: Golfinho ferido é encontrado morto em praia na cidade de Luís Correia.

"As pessoas quando encontram um animal encalhado têm o costume de querer reintroduz-lo ao mar, só que o mais adequado  é encaminhar a espécie para piscina natural ou ambiente com águas calmas, até mesmo envolver com algas ou um pano molhado. Isso evita ele se esforçar e aumentar o estresse, que pode acelerar a morte do animal. Outra importante dica é não alimentar", frisou.

Animal ficou ferido após ser mordido por tubarão (Foto: Arquivo Pessoal/Instituto Tartarugas do Delta).

Catarina Costa/G1 | Edição: Jornal da Parnaíba
Postar um comentário