quarta-feira, janeiro 11, 2017

Policial assumiu que pegou mochila com dinheiro, afirma coronel

Segundo ele, a mochila foi perdida durante a ação.

Com a continuidade das investigações referentes ao assalto na noite de sexta-feira (06/01) na casa lotérica, no Bairro Piauí, em Parnaíba, a Polícia Civil tem um suspeito de ter furtado os R$ 70 mil. Após análise das imagens um policial militar, de camisa rosa e colete, foi flagrado pegando a mochila onde estava o dinheiro.

No momento da ação, Ricardo Aguiar de Sousa, conhecido “Batata”, se entregou, colocou a mochila no chão e se deitou, oportunidade em que o policiais abordaram o acusado. As imagens foram apresentadas para a gerente da lotérica que confirmou ser aquela mochila a sua.

De acordo com o Coronel Adriano de Lucena, tudo ainda será investigado e as providências serão tomadas. “Ao final da operação cada instituição de segurança que estava no local fez sua parte, retirou o elemento para o hospital e a perícia criminal não encontrou o numerário referido em depoimento pela gerente da casa lotérica. Desde sexta-feira nós passamos a auxiliar na investigação da Polícia Civil dessa mochila que foi colocada pela gerente onde havia sido colocado o dinheiro, e ao analisarmos vídeos na segunda-feira a tarde nós identificamos um policial militar que estava com a mochila e ela foi reconhecida pela gerente como sendo dela. Nós apresentamos o policial ontem pela manhã ainda ao delegado responsável pela investigação, baixamos duas portarias de inquérito policial militar  mas é tudo muito inicial ainda, tem que ser aprofundada as investigações, as polícias não vão sair da sua função de esclarecer a verdade e levar a realidade a população piauiense”, declarou.
Ainda segundo Lucena, o policial assumiu que pegou a mochila. “Ele me falou que pegou essa mochila mas que ela foi tomada dele no meio da multidão após a situação. Ele estava de colete a prova de balas mas não estava fardado porque muitos policiais se dirigiram ao local para ajudar no momento da crise, nós tínhamos em torno de 25 policiais em serviço mas praticamente a mesma quantidade de policiais de folga se apresentaram voluntariamente do jeito que estavam para auxiliar e ajudar na contenção. É com muito pesar que a gente já encara a suspensão, entretanto é o nosso compromisso institucional e o nosso papel neste momento é colocar toda das ações necessárias para esclarecer os fatos”, disse o coronel.

Fonte: Portal MN | Edição: José Wilson / Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com nome e e-mail.