terça-feira, janeiro 03, 2017

PM prende suspeito em posse de armas e capuz ninja em Parnaíba

O conduzido está sendo apontado como integrante de quadrilha interestadual especializada em assaltos. 

Paulo Pereira Cardoso, de 25 anos, natural de Novo Horizonte no município de Araioses-MA, e com residência em Brasília-DF, deu entrada na carceragem da Central de Flagrantes por volta das 21hs desta segunda-feira (02/01), em posse de uma pistola calibre 9mm com 3 munições intactas no carregador, um revólver calibre 32 com 2 munições, também intactas, além de um capuz tipo ninja para ocultação de rosto, dinheiro, celular e um carro modelo polo com placas de Brasília, que seria possivelmente usado para ação criminosa.

Uma guarnição da policia militar comandada pelo sargento Marcos foi acionada por volta das 18h30min para atender uma ocorrência na Praça da Graça, onde 03 suspeitos estariam monitorando a Magazine Luiza, sendo que um deles teria adentrado na loja na condição de cliente, simplesmente para conhecer o local.

A patrulha abordou um suspeito em frente a igreja do Rosário e nada de ilícito foi encontrado com o mesmo. Na sequencia, os policiais avistaram um homem com atitude suspeita rumando em direção ao cais do rio pela rua de acesso a antiga PVP.

Na ocasião, várias viaturas da policia militar e uma equipe de moto patrulhamento comandada pelo sargento Rilson Guedelho chegaram ao local, questionando ao investigado a procedência dos outros dois suspeitos que andavam em um carro modelo Fiat Idea, o qual respondeu que se tratava de seu tio e de outra pessoa conhecida por “Nego". 

Ao passar por uma revista pessoal, os policiais encontraram a chave de um veículo em posse do investigado, que este se recusou a dizer onde o carro estaria estacionado. Após buscas, o veículo foi encontrado nas imediações da Rua Duque de Caxias na Praça da Graça. O veículo foi vistoriado e nele encontrado as armas e a máscara.

Uma informação da policia era que o grupo iria atacar um caminhão do Magazine Luiza e provavelmente o cofre da empresa, pois uma caminhonete (L200 ou Hilux), também foi passando no local várias vezes.

Funcionários da empresa ficaram apreensivos e deixaram o serviço com a chegada da policia.

O delegado Eduardo Ferreira ainda iria resolver o destino do conduzido, certamente por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Jornal da Parnaíba com informações do Portal do Catita
Postar um comentário