quarta-feira, janeiro 04, 2017

Homem descarta revólver municiado ao ver a Polícia Militar

O homem alegou usa a arma de foto sem autorização porque sofre ameaça de morte.

Ao ver a Polícia Militar se aproximando, o ciclista Josué Lima dos Santos, rapidamente jogou um objeto para dentro do muro por volta das 08h de terça-feira (03/01), no Bairro Planalto Montserrat, em Parnaíba.  Uma guarnição do Grupamento de Atendimento Especializado a Criança, Idoso e Mulher (GAECIM), sob o comando do sargento Carvalho Costa, cumpria visitas de Medidas Protetivas e rondas pelo bairro, quando aconteceu o flagrante. Os policiais abordaram Josué Santos e apreenderam a arma de fogo, um revólver de calibre 38, com cinco munições intactas.

Questionado sobre a posse da arma, disse que pertencia a Marcos Antônio das Mercês Carvalho, 26 anos, conhecido Marcos “Pato”, que foi assassinado em dezembro do ano passado pelo campo da Colônia em frente ao Instituto Médico Legal (IML) de Parnaíba. Inclusive a abordagem foi perto da casa onde residia Marcos. Quanto ao porque de estar armado, sem ter autorização, Josué disse que isso se deve a ameaças de morte que vem recebendo. O acusado foi conduzido para a Central de Flagrantes e deverá ser arbitrada uma fiança pra sua soltura.

Por Daniel Santos/PCN | Edição: José Wilson / Jornal da Parnaíba
Postar um comentário