sábado, dezembro 17, 2016

HEDA: Aparelhos de UTI estão parados no maior hospital público no Litoral do PI

Equipamentos foram adquiridos em 2013 e custaram mais de R$ 222 mil. Direção do hospital diz que equipamentos estarão instalados até 2017.
Incubadoras serão instaladas nas unidades de terapia intensiva e cuidados intermediários.
Aparelhos que deveriam servir à Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Hospital Dirceu Arcoverde (Heda), o maior hospital público do Litoral do Piauí, estão trancados dentro de uma das salas da unidade há mais de três anos. Os equipamentos, adquiridos em 2013, custaram mais de R$ 222 mil. Aparelhos de UTI estão parados no maior hospital público no Litoral do Piauí

Na época, foram adquiridas 10 incubadoras, 10 berços aquecidos, quatro tendas para oxigenoterapia e dois reanimadores. Metade das incubadoras está sendo usada, assim como metade dos berços e os reanimadores. Os demais aparelhos ainda não foram instalados.

O G1 teve acesso ao hospital e conseguiu registrar em fotos as incubadoras dentro de uma sala na área que recentemente foi ampliada para abrigar os novos leitos. Atualmente, o hospital conta oito leitos de UTI.

Hospital Regional Dirceu Arcoverde atende
a pelo menos 13 cidades
A UTI Neonatal foi inaugurada para atendimento de alto risco a recém-nascidos ou que necessite de cuidados especiais após o parto. O Hospital Dirceu Arcoverde atende tanto a população de Parnaíba, onde está localizado, quanto de outras 13 cidades da planície litorânea. Até novembro, mais de 2 mil partos foram realizados na unidade de saúde.

Procurada pela reportagem, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) informou que para entregar a obra de ampliação, está em processo de aquisição a climatização dos ambientes e ainda a contratação de pessoal e que o empecilho nesse ponto fica por conta do limite prudencial de gastos com recursos humanos.

Segundo a diretora do Hospital Dirceu Arcoverde, até o final deste mês, a UTI Neonatal deve ganhar mais dois leitos, ficando assim com 10 no total. Adrízia Fontenele falou ainda que a Unidade de Cuidados Intermediários também terá 10 leitos, mas a previsão é que entre em pleno funcionamento ainda no primeiro semestre do próximo ano.

A Sesapi informou ainda que recentemente foram entregues 15 leitos pediátricos e que outras obras estão em andamento, como Casa de Gestante, Centro de Parto Normal e ainda o consultório de alto risco em obstetrícia.

Por Patrícia Andrade/G1 PI | Jornal da Parnaíba
Postar um comentário