segunda-feira, novembro 14, 2016

Parnaíba, um cemitério de obras inacabadas

A obra parou próximo a uma indústria de cerâmica logo após a divisão da PI 115 que liga a Parnaíba a Pedra do Sal com a PI 210 que liga Parnaíba ao município de Ilha Grande (PI)
Quando todos esperavam que finalmente a obra de acesso a praia da Pedra do Sal, a única praia de Parnaíba fosse ser concluída, eis que paralisaram e até as máquinas que trabalhavam no local foram mandadas embora.

A obra de alargamento da PI 116 já estava perto de ser concluída, faltando poucos quilômetros a obra parou por falta de pagamento a empresa contratada. Segundo informações, só foi feito o trecho que o governo anterior (Zé Filho) havia deixado pago.

Parnaíba não tem tido sorte com obras nos últimos anos. Além da PI 116, estão paradas as obras da Vila Olímpica, o prolongamento da Avenida São Sebastião, ampliação do centro cirúrgico do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde – HEDA, que esta quase parada e a requalificação da Beira Rio, reforma da Delegacia da Mulher na Álvaro Mendes onde futuramente funcionará a Central de Flagrantes. Isto para citar obras do estado e governo federal. Mas ainda têm as obras municipais como o Matadouro Municipal, UPA 24h (Unidade de Pronto Atendimento), asfaltamento da estrada que dá acesso a Lagoa da Prata e asfaltamento da Rua Osvaldo Cruz, no Planalto, uff... cansei! 
Parte da PI 116 que está feito o asfalto de boa qualidade, faltando apenas a sinalização vertical e horizontal.
Além disso, obras que deveriam ser iniciadas, como a conclusão do asfaltamento do rodoanel de Parnaíba, para ser entregue ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) com vistas a transformar em BR, a recuperação da ponte Simplício Dias, ficam apenas nas promessas de campanha.

O prefeito eleito, Mão Santa, terá muito trabalho pela frente para buscar soluções para estas obras.

Por José Wilson | Jornal da Parnaíba

Um comentário:

Obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com nome e e-mail.