quarta-feira, novembro 23, 2016

Governo autoriza obras necessárias ao alfandegamento da ZPE Parnaíba

A Zona de Processamento de Exportações do Estado do Piauí (ZPE Parnaíba) deu mais um importante passo nesta terça-feira (22) no seu objetivo de colocar produtos de suas indústrias no mercado mundial. Foi assinada pela secretária estadual de infraestrutura, Janaina Marques, a Ordem de Serviços para as obras conclusivas e necessárias ao alfandegamento da ZPE, etapa fundamental para fortalecer as exportações a partir de Parnaíba. Janaina Marques destacou a importância das obras autorizadas pela a economia do Estado e disse que a zona de processamento de exportações piauienses é um das prioridades estabelecidas pelo governador Wellington Dias.

Os recursos foram autorizados pelo governador Wellington Dias no montante de R$ 8.136.507,59, oriundos do tesouro estadual. Estavam presentes na cerimônia o prefeito de Parnaíba, Florentino Neto; o presidente da ZPE Parnaíba, Paulo Roberto Cardoso;  o secretário de Administração e Previdência, Franzé Silva, e personalidades políticas e empresariais do Estado e do município.

Em seu discurso o secretário Franzé Silva ressaltou que a ZPE Parnaíba é um dos principais projetos estratégicos do governador Wellington Dias para o Piauí com o objetivo de incrementar a economia do Estado a partir da região Norte. “No entorno da ZPE vai surgir uma nova cadeia produtiva”, previu.

Na opinião do prefeito Florentino Neto, a assinatura da Ordem de Serviços para as obras necessárias ao alfandegamento da ZPE é um dos documentos mais importantes dos últimos anos em Parnaíba, devido a sua importância para o fortalecimento da economia, especialmente por favorecer a industrialização e a exportação de produtos piauienses produzidos em Parnaíba. Ele agradeceu o empenho dos secretários Janaina Marques e Franzé Silva.

O presidente Paulo Cardoso disse que essas obras conclusivas vão conferir à ZPE a competitividade necessária à atrações de novos investimentos e à inserção das suas industrias junto ao mercado internacional. Ele explicou que essas obras permitirão a presença da Receita Federal e outros órgãos próprios de uma unidade aduaneira, que é o principal órgão de uma zona de exportação.

Da redação: Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com nome e e-mail.