quarta-feira, novembro 30, 2016

GAECIM completa um ano de atividades em Parnaíba

O Grupamento de Atendimento Especializado à Criança, à Mulher e ao Idoso – GAECIM de Paraíba complata um ano de atividedes nesta quinta-feira, 1º de dezembro.
O GAECIM funciona no Complexo da Central da Polícia Civil no Bairro São Francisco
Desde o dia 1º de dezembro de 2015 que o 2° Batalhão da Polícia Militar do Piauí, comandado pelo Tenente-Coronel Adriano Ursulino de Lucena, conta com o trabalho do Grupamento de Atendimento Especializado à Criança, à Mulher e ao Idoso – GAECIM, comandada pela Capitã Leoneide Rocha.

A ideia da criação desta unidade surgiu da constatação do elevado número de casos em que esses três grupos são vitimas dos mais diversos aspectos de violências, bem como a urgência de uma forma de atendimento diferenciado, já que muitas vezes essa violência acontece no âmbito familiar.

Capitã Leoneide Rocha, comandante do GAECIM em Parnaíba
A proposta do GAECIM é garantir a proteção de crianças, mulheres e idosos através de um atendimento mais ágil e com planejamentos específicos e direcionados, atuando de forma integrada com as Instituições Públicas, tais como: Polícia Civil (Central de Flagrantes, Delegacia Especializada da Mulher e Instituto de Medicina Legal); Ministério Público; Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania da Prefeitura de Parnaíba – SEDESC – (Conselho Tutelar, CREAS, Núcleo de Enfrentamento à Violência e Conselho do Idoso); Defensoria Pública; Secretária Estadual de Saúde através do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde – HEDA – e do Serviço de Atendimento a Vitimas de Violência Sexual – SAVVIS – e outros órgãos a fins.

Para isso, os policiais que fazem parte do grupamento participaram de um curso de capacitação baseado nos Direitos Humanos e nos princípios de Polícia Comunitária, para que estes tivessem mais conhecimentos sobre como agir durante o atendimento e sobre as legislações pertinentes a esses casos, tais como Lei Maria da Penha, Estatuto da Criança e do Adolescente e Estatuto do Idoso, agindo como elementos pacificadores e solucionadores de conflitos e crises. Além disso, a viatura do GAECIM também faz o trabalho de fiscalização de medidas protetivas, com visitas periódicas nas casas de vítimas que estão sendo amparadas judicialmente, como é o caso da D. Maria, exposto acima.

Para que as mulheres que sofreram violência sintam-se menos constrangidas e revitimizadas ao relatar suas queixas, principalmente no que se refere aos crimes sexuais, cada guarnição tem a presença de uma policial militar feminina para facilitar a coleta de informações. Além disso, a Base do GAECIM possui uma brinquedoteca para o acolhimento tanto de crianças que sofreram abusos quanto de filhos de mulheres que procuram ajuda da Polícia Militar. 
A Capitã Leoneide Rocha, comandante do GAECIM, avalia o trabalho desenvolvido como de extrema relevância para a sociedade, principalmente para as vítimas, que agora contam com o apoio de um grupamento especifico que as empodera, encoraja, orienta e protege. Para que o atendimento seja desencadeado, a unidade conta com uma rede de parceiros e, assim, diminuem-se as chances de reincidência e evolução das agressões em virtude da atuação em diversas frentes que culminam num melhor amparo às vitimas.

“Para a Polícia Militar do Piauí, essa é uma nova visão de atendimento e acompanhamento na administração de situações conflituosas, destarte, o GAECIM se torna operativo, competente e apropriado, pois evita atuações repetitivas por parte das guarnições de serviço, minimizando o retrabalho, otimizando os recursos humanos e materiais da instituição, propiciando que outras ocorrências potenciais possam ser atendidas”, afirma a Capitã.

Ainda segundo a comandante do GAECIM, os policiais do grupamento, quando ainda na capacitação, puderam compreender a complexidade deste tipo de atendimento, fato verificado no reflexo das ocorrências atendidas cotidianamente.

“Esta qualificação os instrumentalizou no combate a violência contra vulneráveis gerando assim uma maior sensibilidade e humanização à causa. Dessa forma, os policiais compreenderam que esses atos praticados por pessoa conhecida e estimada é emocionalmente mais avassalador porque abrange a violação da confiança e muitas vezes incluem vitimização repetida. Ao longo desses cinco meses a atuação do grupamento aperfeiçoou os atendimentos, evidenciando excelentes resultados no combate a violência contra esses grupos em situação de vulnerabilidade”.

O trabalho do GAECIM está apenas no começo, mas tem sido reconhecido por representantes de outros órgãos que já trabalham há mais tempo na área. Para o Gestor Operacional do NEV – Núcleo de Enfrentamento à Violência – Sr. Raimundo Santos, os resultados levam a acreditar em um futuro melhor para nossas comunidades.

“O Grupamento veio como um grande parâmetro para o cumprimento de medidas protetivas às vítimas de violência doméstica. Para nós do Núcleo de Enfrentamento à Violência, isso é um resultado de um dos nossos objetivos que é criar a política de atendimento às vítimas de violência doméstica. E a Polícia Militar do Piauí está de parabéns por esta ferramenta de trabalho que é o GAECIM, que está tendo esse respaldo muito grande dentro da sociedade por esse atendimento especializado e por esses homens e mulheres que resolveram realmente se capacitar para enfrentar esse fenômeno.”

As famílias que são acompanhadas pela rede de atendimento que o GAECIM se propôs a integrar também aprovam a iniciativa. “É muito bom porque, que Deus defenda, chegue a hora de um perigo, pode salvar a vida da gente. Se ele souber que a Polícia está frequentemente fazendo visitas, ele não vem”, afirma D. Maria, referindo-se ao seu agressor e às visitas domiciliares de fiscalização que recebe semanalmente.

A Base do Grupamento está aberta 24 horas por dia e localiza-se na Av. Dr. João Silva Filho, nº 2530, bairro Piauí em Parnaíba-PI. Os telefones de contato para denúncias são 98858-1388, 98858-1376 e para mensagens via whatsapp 98858-1269. O Email é gaecimpmpi@gmail.com. A unidade também possui página no Facebook www.facebook.com/pmpigaecim e blog para divulgação das suas atividades gaecim.blogspot.com.br.

Da redação do Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com nome e e-mail.