quarta-feira, novembro 30, 2016

Estudante da UFPI é preso em Parnaíba suspeito de assediar alunas

Gustavo da Silva Soares, 29 anos, aluno do curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal do Piauí, foi preso na noite de ontem (29), no campus da instituição em Parnaíba (318 km de Teresina). Ele é aluno do campus de Bom Jesus (632 km de Teresina) e já havia sido denunciado lá, em Teresina e em Parnaíba por assédio. Alunas que falaram ao Cidadeverde.comrelataram as tentativas de abuso por parte do rapaz.

O coronel Adriano Lucena, comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar de Parnaíba, informou que a polícia foi acionada por alunos que informaram que um rapaz estava assediando alunas e entrando nos banheiros femininos.

"Os policiais souberam do problema, de que ele estava mexendo com as alunas, então conversaram com os seguranças, localizaram ele e souberam que ele já estava nessa prática havia alguns dias. Ele foi preso, levado para a Central de Flagrantes, mas liberado em seguida", informou.

De fato, o comportamento de Gustavo havia criado pânico em diversas estudantes de Bom Jesus e Teresina. As estudantes do curso de Moda, no campus de Teresina, chegaram a produzir cartazes alertando as colegas sobre a presença de Gustavo no bloco, além de rodas de conversa e atos de protesto por mais segurança. Uma aluna do curso, abordada pelo rapaz há cerca de uma semana, relatou duas situações de assédio presenciadas.

"Eu saí da aula com duas amigas, para ir ao banheiro. Quando entramos, percebemos ele passando pelo banheiro feminino olhando lá para dentro. Voltando para a sala de aula, eu fiquei um pouco atrás das minhas amigas e ele estava sentado em um banco. Nesse momento ele levantou e caminhou na minha direção, com um olhar agressivo. Eu paralisei de medo, porque já tinha ouvido os outros relatos de outras meninas. Foi quando eu chamei minha amiga, ela olhou para tras e ele se afastou", disse.

Em outro momento, a jovem e suas amigas presenciaram o rapaz entrar em um dos banheiros femininos logo depois de uma aluna. Os relatos se assemelham e estão sendo compartilhados nas redes sociais.

Na página Segredos Ufpi, no Facebook, uma publicação denuncia a situação no curso de Moda. Uma aluna de Bom Jesus diz então que o rapaz chegou a agarrá-la dentro do campus e passou a persegui-la.

"Depois saiu perguntando pros meus vizinhos onde eu morava, fiquei sem sair de casa por dias, fiquei com muito medo", contou na postagem.

As alunas do curso de Moda informaram que o bloco da graduação é afastado dos outros centros e fica isolado, principalmente à noite. Segundo as estudantes, o rapaz estava "morando" no local, chegando a dormir e lavar roupas nas dependências da instituição.
Em atos de protesto, alunas pediram mais segurança.
"Nós exigimos mais segurança no local, poderia ter acontecido algo pior com alguma aluna. Depois dessa abordagem, fiquei com medo de ir para a aula, de acabar ficando sozinha por lá. As coordenadoras disseram que haviam feito vários requerimentos, mas nunca foram atendidas. Queremos um vigia, um segurança, algo que garanta nosso direito de ir e vir", revelou.

A assessoria de comunicação da insitutição foi contatada, mas o Cidadeverde.com ainda não recebeu um posicionamento sobre as providências para o caso.

Por Maria Romero/Cidade Verde | Edição: Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com nome e e-mail.