terça-feira, novembro 29, 2016

Carlson Pessoa confirma recuo na disputa pela presidência da Câmara

Vereado Carlson Pessoa concede entrevista a Rádio Cidade e fala sobre a sucessão na Câmara Municipal de Parnaíba
Conforme divulgado na imprensa local, no final da tarde de ontem (28), o vereador Carlson (PPS) Pessoa reuniu-se com nove dos outros 16 parlamentares eleitos no último pleito, quando coordenou uma roda de conversa acerca da votação para a presidência da Câmara Municipal de Parnaíba. Também se fizeram presentes outras lideranças e articuladores políticos como a deputada Juliana Falcão (PMDB) e Gracinha Nunes.

O parlamentar que vinha sendo fortemente cotado pela imprensa, pelos colegas e pelo próprio grupo do novo prefeito Mão Santa (SD), como o nome mais indicado para liderar a Casa de Leis no próximo ano, resolveu recuar da disputa em virtude de algumas dificuldades que estariam impedindo sua viabilização. Em entrevista concedida agora há pouco aos jornalistas Kairo Amaral e Tiago Mendes, na Rádio Cidade, Carlson deu alguns detalhes da reunião de ontem e explicou os motivos que o levaram a renunciar a disputa da Mesa Diretora para o ano de 2017.

Uma das razões que o teriam feito tirar seu nome do pleito, seria a dificuldade de aceitação do seu estilo forte de fazer política por parte de alguns colegas. “A reunião de ontem foi provocada por mim. Nunca disse que queria ser presidente, mas a imprensa e os amigos me colocaram como tal. Então coloquei meu nome à disposição, mas devido a alguns detalhes, como meu estilo mais incisivo de fazer política, batendo de frente ao longo dessa legislatura com alguns vereadores, acabou pesando”, ponderou.

Questionado por Tiago Mendes sobre a possibilidade de voltar atrás de sua decisão, ele disse que não tinha como prever isso, pois na política tudo é muito dinâmico. Carlson citou ainda um episódio na história da Câmara Municipal de Parnaíba em que o presidente votou contra ele mesmo. “Na política tudo pode acontecer. Trabalho sempre de forma muito democrática e ontem perguntei se alguém tinha pretensões de também concorrer a vaga, sendo que o Geraldinho e o André se colocaram à disposição e no final o nome do André recebeu mais adesões. Agora ele tem até o dia primeiro de dezembro para se viabilizar”, explicou. 

Carlson ressaltou ainda o espírito democrático de Mão Santa, que nos bastidores havia lhe confidenciado que gostaria de tê-lo como presidente da Câmara. No entanto, o futuro prefeito sempre deixou claro que ele não iria impor isso. “Vai ter momentos que o Mão Santa precisará do Legislativo e nesse momento ele poderá ter o apoio da Câmara. Aliás, para mim ser o líder do governo é até mais interessante do que a presidência da Câmara, pois a cidade precisará de um representante forte no governo”, completou.

Nesta eleição, ao contrário dos pleitos anteriores em que a votação acontecia em chapa única, agora terá duas chapas. O outro grupo deverá ser liderado pela vereadora Neta Castelo Branco, do Democratas (DEM). 

Confira abaixo os possíveis nomes a compor a chapa dos dois candidatos até o momento:
André Neves: Carlson Pessoa, Bernardo Lima, Joãozinho da Unimagem, Joãozinho do Trânsito, Irmão Marquinhos e Geraldinho. Eles estariam negociando dois nomes da pretensa lista da adversária Neta para completar os dez votos.

Neta Castelo Branco: Ronaldo Prado, Reinaldo Filho, Fátima Carmino, Francisco Da Paz, Daniel Miranda, Diniz, Ricardo, Beto e Daniel Jacson.

Por Luzia Paula / Fotos: Rádio Cidade FM | Edição: Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com nome e e-mail.