segunda-feira, outubro 10, 2016

Mãe de adolescente acorrentada em Parnaíba é liberada

Menina foi encaminhada pelo Conselho Tutelar de Parnaíba para a casa de parentes, e a sua mãe deve responder ao processo em liberdade. 

A mãe da adolescente de 14 anos, encontrada acorrentada em Parnaíba, foi liberada mediante um alvará judicial ainda na noite de ontem (09). Para o delegado responsável pelo caso, Eduardo Ferreira, a mulher chegou a um extremo na tentativa de conter a filha que já teria problemas com entorpecentes. No entanto, ele não descarta o relato da vítima, de que a mãe queria vendê-la para um homem.

“A menina tem um histórico com a polícia por conta do uso de drogas, já tinha causado muita dor de cabeça à família. Houve, sim, exagero por parte da mãe, mas o caso que temos apresenta um lado muito mais grave que é a denúncia de aliciamento. Nós não podemos desconsiderar isso e estamos averiguando cada detalhe do relato da vítima”, diz o delegado.

Matéria relacionada: Jovem de 14 anos é acorrentada dentro de sua própria casa

A jovem, segundo a polícia, teria dito que a mãe “estaria lhe oferecendo para vários homens da cidade”, por isso lhe mantinha acorrentada. Aos PM’s que atenderam à ocorrência, ela teria mencionado ainda o nome de um empresário parnaibano, que já foi preso acusado de manter relações com uma adolescente de 13 anos no ano passado. De acordo com o delegado Eduardo Ferreira, este detalhe não pode ser ignorado.

“Os representantes legais da pessoa citada já foram contatados e estamos colhendo depoimentos. A mãe se defende afirmando que já tinha esgotado todas as possibilidades de tentar controlar a filha, e a filha acusa a mãe de aliciamento. Nós precisamos ainda de materialidade, e só o que temos no momento são relatos sem muita comprovação. Na dúvida, prevalece a presunção da inocência”, explica Eduardo sobre a liberação da mãe da jovem.

A adolescente foi encaminhada pelo Conselho Tutelar de Parnaíba para a casa de parentes, e a sua mãe deve responder ao processo em liberdade, neste primeiro momento.

Por: Maria Clara Estrêla/ O Dia | Edição Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com nome e e-mail.