sexta-feira, outubro 28, 2016

Golpistas se passam por juiz e delegado e pedem fiança de até R$ 2 mil em Parnaíba

Delegado João Rodrigo Luna, titular da Central de Flagrantes de Parnaíba
Familiares de presos da cidade de Parnaíba foram até a delegacia denunciar que estão sendo vítimas de um novo golpe no mercado. O grupo criminoso atua por telefone – usando o DDD 85 – e se passando por delegado, policiais, promotores e até juiz exigindo depósitos bancários para a soltura dos parentes.

O delegado João Rodrigo Luna, titular da Central de Flagrantes de Parnaíba, disse que abriu inquérito após denúncia de vários familiares de presos.

Segundo o relato das vítimas, os golpistas exigiam a transferência de quantias em dinheiro – que variam de R$ 2 mil até R$ 400,00 – para o pagamento de fiança.

“Os familiares desconfiaram já que eles cobravam um preso alto para a fiança e não tinha condições de paga-los. Então eles baixavam o preço e muitos deduziram que eram um golpe”, afirmou o delegado.

O delegado Luna faz um alerta para que o familiar ao receber os telefonemas não fazem depósitos ou qualquer transferência.
Uma das vítimas recebeu a ligação e fez um depósito no valor de R$ 400 em uma conta poupança nº 70.761-07 OP 013, agência Messejana nº 2558, Caixa Econômica Federal - Fortaleza-CE, e caiu no golpe.

O delegado Rodrigo Luna pede que se algum familiar de preso receber a ligação, deve procurar uma delegacia e registrar um boletim de ocorrência.

Uma das vítimas estava dentro da delegacia quando recebeu e ligação e o criminoso estava se passando pelo delegado Luna. 

“O grupo tem informações dos presos, mas se enrolam quando se pergunta sobre detalhes. Estamos investigando e pedindo as pessoas que não depositem dinheiro, pois pagamento de fiança ocorre somente com deposito judicial e não transferência para uma conta bancária”, alertou o delegado.

Flash Yala Sena/Cidade Verde | Edição: Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com nome e e-mail.