sexta-feira, outubro 28, 2016

Educação e Saúde serão integradas em Parnaíba

Um grupo de trabalho foi formado para que possam apresentar um plano de ação que permita a integração.
Audiência com o Reitor, em exercício, da UFPI, Prof. Helder Nunes (Foto:Jorge Henrique Bastos)
O governador Wellington Dias reuniu-se, na manhã dessa quinta-feira (27), com representantes do campus de Parnaíba da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e gestores municipais e estaduais para discutir sobre a integração das áreas de educação e saúde no município. Na ocasião, o chefe do executivo decretou a formação de um grupo de trabalho para apresentar um plano de ação que permita a integração.

Participaram da audiência o reitor em exercício da UFPI, Helder Nunes; o coordenador do Curso de Medicina do campus parnaibano, José Ivo; o diretor do campus de Parnaíba, Alexandro Marinho; o prefeito de Parnaíba, Florentino Veras; os deputados estaduais Dr. Hélio e José Hamilton e o secretário de Estado da Saúde, Francisco Costa.

O prazo para apresentar o plano de ações foi de 60 dias. “O objetivo é fazer um mapeamento para saber o que precisa ser construído, os equipamentos que precisam ser adquiridos, quais os recursos humanos necessários, dentre outros. Precisamos nos planejar para cada um fazer a sua parte”, pontuou o governador.

“Na parte que é do estado, inicialmente, trabalharemos em investimentos no hospital Dirceu Arcoverde, que é um hospital de referência naquela região. Na área da segurança também providenciaremos uma equipe, não só para os problemas momentâneos nas regiões da Uespi e UFPI, mas trabalhando com a área de inteligência, integrado com o judiciário e o Ministério Público para encontrar uma saída definitiva que solucione o problema da falta de segurança”, complementou Dias.

Para o coordenador do Curso de Medicina do Campus da UFPI de Parnaíba, José Ivo, é fundamental que o ensino esteja articulado com a rede de prestação de serviços. “Só podemos formar bons profissionais de saúde se tivermos uma boa rede de assistência. Portanto, é importante que possamos promover, cada vez mais, essa integração entre ensino e serviço. Que o lugar de ensinar passe a ser no serviço e esse, ao se transformar num local de aprendizagem, possa oferecer maior qualidade e segurança ao paciente”, esclareceu.

O plano de ação será pautado em três eixos: a integração entre ensino e serviço e como os alunos frequentarão os serviços de saúde; a capacitação dos profissionais da rede de serviços; a comunicação da rede, de modo que tenha um fluxo constante e que cada pessoa saiba para onde se dirigir no momento em que precisar.

Por Lorenna Costa | Da redação do Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com nome e e-mail.