segunda-feira, outubro 17, 2016

Dois pacientes de casos evitáveis dão entrada no HEDA na mesma noite

Fatos curiosos: Mulher dá a luz dentro de ambulância de Cocal e jovem colide com cavalo na área urbana de Parnaíba.
Ambulância do Samu de Cocal onde uma senhora procedente de Cocal deu a luz a uma criança. (Foto: Gláucio Junior)
Na madrugada desta segunda-feira (17) o Blogueiro Gláucio Junior, ao fazer a cobertura jornalística de um acidente grave ocorrido em Parnaíba, quando um motociclista colidiu com um cavalo dentro da cidade, nas proximidades da Lagoa do Bebedouro, flagrou a ambulância de Cocal chegando ao Hospital Estadual Dirceu Arcoverde – Heda com uma senhora em trabalho avançado de parto, tendo o filho ainda dentro da ambulância e em seguida mãe e filho foram levados para dentro do hospital.

Dois fatos curiosos que me chamaram a atenção:
Primeiro o fato da ocorrência de uma colisão envolvendo uma moto com animal dentro da cidade. Este acidente poderia ser evitado de três maneiras, ou pela conscientização do criador que precisa prender seu animal ou pela proibição com multas pesadas para quem deixar animais de grande porte soltos, tarefa que nossos legisladores municipais, estaduais e federais nunca se debruçaram. E por último, se a prefeitura fizesse o trabalho sistemático de recolhimento dos animais soltos.


O segundo foi a saúde oferecida pelo estado Brasileiro com ênfase para o executivo municipal de Cocal. Uma cidade do porte de Cocal, com mais de 26 mil habitantes, que até existe um hospital, mas este não dispõe de condições para receber uma brasileira prestes a dar a luz a um brasileirinho. Nem preciso comentar. Ainda por cima sobrecarrega o único hospital público de Parnaíba por ser regional.


Por José Wilson | Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com nome e e-mail.