quinta-feira, setembro 08, 2016

PRF flagrou mais de 15.000 veículos transitando de forma irregular no Piauí

As infrações mais comuns flagradas no estado dizem respeito a pneus carecas ou mesmo ausência de estepe, retrovisores, tacógrafos (no caso dos ônibus e caminhões), silenciadores e para-brisa.
Um levantamento da Polícia Rodoviária Federal do Piauí (PRF-PI) mostrou que mais de 15.000 veículos já foram flagrados transitando em mau estado de conservação ou com problemas nos equipamentos obrigatórios nas BR´s que cortam o Piauí. O número foi atingido nos últimos 3 anos. Somente em 2016, já foram detectados 710 veículos conduzidos sem os equipamentos.

Apesar do número reduzido em 2016 em comparação aos anos anteriores, considerando que em 2014 foi registrado 1.473 casos e 2015 com 1.689, o número ainda é considerado preocupante. A PRF alerta que a condução de veículos sem os equipamentos obrigatórios é considerada infração grave, com penalidades de 5 pontos na CNH e multa de R$ 127,69.

De acordo com a assessoria da PRF, as infrações mais comuns flagradas no Piauí dizem respeito a pneus carecas ou mesmo ausência de estepe, retrovisores, tacógrafos (no caso dos ônibus e caminhões), silenciadores e para-brisa. Há casos nos quais são flagrados veículos sem nem mesmo cinto de segurança e caminhões com problemas até no eixo.

Nos veículos de carga é comum que o para-choque traseiro esteja muito alto, colocando em risco a vida dos ocupantes de um veículo que venha a colidir, em razão do risco de decepamento. Também já foram flagrados veículos com defeito no sistema de freios e direção, o que é muito grave. No caso das motocicletas, as principais situações são pneus carecas, escapamento sem silenciador ou mesmo a ausência do escapamento, e motocicletas sem os retrovisores.

Casos de veículos com equipamento obrigatório defeituoso ou inoperante também são considerados infrações graves, com penalidade de 5 pontos na CNH e multa de R$ 127,69. No Piauí, foram detectados 321 veículos com os itens obrigatórios ineficientes em 2016. Em 2014, foram 586 casos, e 2015 registrou 1.380 veículos sem os itens necessários.
Ainda em 2016, 1.111 veículos foram registrados com os equipamentos obrigatório em desacordo com o estabelecido pelo Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN. Em 2014 e 2015 foram 1.385 e 4.000 casos, respectivamente. Trafegar com itens desautorizados também é considerada infração grave, com o condutor sendo penalizado com 5 pontos na CNH e multa de R$ 127,69.  A mesma pena vale para veículos em mau estado de conservação, que comprometam a segurança. No Piauí, foram 490 casos em 2016 e 1611 no ano anterior.

Ao todo, somando os casos registrados de 2014 a 2016, a PRF flagrou 15.290 veículos transitando irregularmente no que diz respeito aos equipamentos obrigatórios ou mau estado de conservação. O número é considerado alarmante, e mostra o perigo nas estradas. A PRF informou que tem atuado e fiscalizado, mas é necessário que a sociedade contribua, alertando para a manutenção adequada dos veículos como forma de proteger os ocupantes e demais condutores.

Por Marcos Cunha com informações da PRF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com nome e e-mail.