quarta-feira, agosto 17, 2016

Moradores do Residencial Dunas 2 permanecem sem transporte coletivo

Quase um mês após promessa, Residencial Dunas 2 continua sem transporte coletivo.
O Vereador Carlson Pessoa (PPS) se reuniu com moradores do Residencial Duanas 2 no Bairro Planalto que reivindicam
transporte coletivo, mas que não estão sendo atendidos.
No próximo sábado (20), fará um mês da data prometida pelo secretário de Transportes de Parnaíba, Neris Júnior, de que o transporte coletivo passaria a atender os moradores do Residencial Dunas 2, no bairro Planalto. No dia 19 de julho, o vereador Carlson Pessoa conversou com o secretário durante visita ao residencial, o qual lhe afirmou que no dia seguinte os condôminos seriam contemplados com o transporte. 

Conforme havia informado o representante da Coopertranp, Tomás Souza Alves, a empresa deslocaria para o Residencial as vans 19, 25 e 27, que sairiam do Céu em direção ao Dunas num intervalo de 20 minutos entre cada uma. Porém, o acordo não saiu do papel e mais uma vez quem paga pelo desajuste do município é o contribuinte.

Ontem (15), nossa reportagem conversou com um motorista da Coopertranp, o qual nos informou que o presidente da cooperativa, José Rodrigues, disse que somente enviará seus carros para o Dunas 2 depois que a rua de areia que dá acesso ao Residencial estiver em perfeito estado. Enquanto dura o impasse, os moradores continuam arriscando a vida para chegar até a Rua Caramuru para pegar a van.
Quase um mês após ser firmado acordo para que a Copertranp para que os moradores do Residencial Dunas 2 passassem a ser atendidos por transporte coletivo e até o momento nada, ficou só conversa.
“A Prefeitura não toma providências e fica submetendo os moradores a situações de risco, como assaltos a mão armada, tendo em vista que o trajeto até chegar a Rua Caramuru é cercado por matagais, sem pontos de iluminação e deserto. É inadmissível que o prefeito Florentino com sua equipe não tenha se organizado antecipadamente nesse aspecto, mesmo sabendo que inúmeras famílias iriam morar no residencial”, desabafa um morador.

Matérias relacionadas:

“A Prefeitura mais uma vez tenta enganar a população. Há um mês conversamos com o secretário de transportes e com o presidente da cooperativa e eles nos afirmaram com segurança que já estava tudo certo para as vans começarem a andar no Residencial, quando na verdade não tinha nada de concreto. A população não pode continuar sendo enganada e penalizada dessa forma. Pedimos que as necessidades do povo sejam tratadas com seriedade. E pedimos urgente a implantação do transporte coletivo nessa região”, cobrou Carlson.

Por Luzia Paula/Ascom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Favor assinar o blog com nome e e-mail.